Ferramentas e Conceitos

Sua referência em gestão estratégica, inteligência e competitividade

Desenvolvendo Produtos

Desenvolvimento de produtos pode ser interpretado de duas formas:

  • Pode ser o processo que tem início no seu ciclo de vida de produto e o integra a uma linha de produtos já existente em uma empresa
  • O desenvolvimento (projeto e contrução) do próprio produto, ou seja como concebê-lo

De forma bastante sucinta, pretendo mostrar um pouco dos dois mundos, começando pela criação do produto, até o momento em que ele vai ser integrado a uma linha dentro de uma empresa.

As principais etapas que vou utilizar são:

1. Estudo
2. Pré-projeto
3. Prototipagem
4. Projeto
5. Piloto de Uso
6. Feedbacks de Usuários
7. Ajustes no projeto
8. Produção em escala
9. Integração em uma linha de produtos da empresa

1. Estudo

Todo produto para ser desenvolvido precisa primeiro ser entendido.

Algumas das perguntas que precisam de resposta:

  • O que ele é?
  • Qual o seu valor (problema que ele vai resolver)?
  • Qual o tamanho e aspecto esperado?
  • O que torna um produto deste tipo atrativo para o cliente?
  • Qual o preço máximo que um similar (se existir) custa no mercado?
  • Qual o custo (não o preço) máximo que pretendemos ter para o produto acabado?
  • Qual o custo máximo que pretendemos ter com o protótipo?
  • Quais as funcionalidades desejadas do produto? Serão todas lançadas ao mesmo tempo?
  • O produto será uma peça única ou será lançado em módulos?
  • Há normas técnicas que ele deve atender? Normas nacionais ou internacionais?

Tudo precisa ser documentado, por exemplo:

  • Todas as perguntas e respostas sobre o produto e suas funcionalidades
  • Todos os especialistas (nome, telefone, e-mail, empresa, cargo) que responderam a cada uma das perguntas ou ajudaram no entendimento dos requisitos
  • Quem são os patrocinadores do projeto e de onde vem a verba
  • Os requisitos e desejos dos principais interessados (clientes, terceiros, fornecedores)
  • Os requisitos e desejos que possam tornar o produto diferencial em seu mercado

2. Pré-projeto

O pré-projeto é o projeto do protótipo.

Deve ser encarado como um projeto. Podem ser aplicadas boas práticas e metodologias como a do PMBoK, Prince2, Agile, entre outras.

Nesta fase devem ser considerados, principalmente:

  • O escopo do trabalho
  • Os orçamento disponível e os custos envolvidos
  • O tempo disponível para fazer o protótipo
  • Qual a qualidade desejada para o protótipo
  • Quais os fornecedores que serão utilizados
  • Qual será o grupo de testes (mercados e clientes) para os testes de campo (piloto de uso)
  • Qual a equipe necessária para elaborar o protótipo

O pré-projeto deverá também, como todas as fases do desenvolvimento do produto, ser totalmente documentado. Mantenha anotações de tudo, atas de reuniões e e-mails.

3. Prototipagem

É hora de acompanhar de perto a criação do produto e fazer verificações ao longo do processo para que tudo se mantenha dentro do planejado.

Ao final do protótipo pronto, dentro das especificaçoes planejadas e pré-aprovadas, ele deve ser apresentado a representantes das principais partes interessadas (cliente, alta gerência, entre outros) e deve haver um aceite formal (uma validação) para que então o produto final seja produzido.

Devem ser documentados, principalmente:

  • O processo de prototipagem
  • Dificuldades encontradas no processo de fabricação do protótipo
  • Oportunidades de melhoria encontradas no processo de fabricação do protótipo
  • A validação do protótipo, anexando a ata da reunião de vaidação

4. Projeto

Considerando quaisquer alterações e melhorias aprendidas durante a fabricação do protótipo, é hora de desenvolver o projeto final para início da primeira fornada dos produtos da forma que irão para os clientes finais, ou seja, para o mercado.

Essa é a hora de rever todas as lições aprendidas, revisitar fornecedores, preparar todos os canais de produção e todas as outras coisas que possam ser necessárias para garantir a qualidade do produto final.

Inicialmente, serão produzidas poucas unidades (o mínimo possível) para que esta nova fase também possa gerar as suas lições aprendidas e riscos posam ser mitigados.

Estas poucas unidades devem ser direcionadas para os pilotos de uso (beta-testers, consumidores que irão realizar os testes do produto em situação real).

5. Piloto de Uso

Estes testes devem ser bem documentados e o grupo de testes (beta-testers) tem que ser estrategicamente escolhidos. Não podemos aqui correr o risco de um produto estratégico ser conhecido antes do tempo pelo grande público ou pelos concorrentes.

6. Feedbacks de Usuários

Todas as percepções, opiniões, desejos, ou seja, o feedback dos usuários, devem ser registradas e documentadas para tratamento futuro.
E sim, todas devem ser filtradas, analisadas e tratadas para melhoria do processo de fabricação ou alterações no projeto.

7. Ajustes no projeto

Ajustes no projeto devem levar em consideração o time to market, data de lançamento, orçamento disponível e interesse estratégico.

8. Produção em escala

Após tudo isso, com todos os testes realizados, pilotos bem sucedidos e produto ajustado, temos condições de iniciar a produção em escala do produto. Devem ser acompanhados também a logistica de distribuição e o processo de marketing e vendas.

Tudo isso, como sempre, deve ser documentado e incluído no book do projeto.

9. Integração em uma linha de produtos da empresa

Alguns meses após o lançamento do produto, podemos finalmente deixar o produto para ser administrado somente pelo gestor da linha de produtos em que ele foi inserido.

Todo o book do projeto, incluindo os relatórios de entrada em mercado, estratégias de marketing, desempenho em vendas são repassados ao gestor da linha de produtos.

É hora de celebrar o sucesso com a equipe e iniciar o próximo trabalho.

Conteúdo Relacionado

Gerenciando Projetos

A realidade dos projetos no Brasil é um pouco diferente da teoria que vemos nos livros. Na maioria das vezes, o gerente de projetos não acompanha as etapas de contratação desde o início, nem tem a autoridade formal que deveria ter. Gerenciar projetos não é algo...

read more

Desenvolvendo Serviços

O que é preciso para se criar um novo serviço? Existem diversas definições de serviço e o assunto é extenso. Entendo por serviço algo que não seja físico, com que o cliente interaja e que entregue valor. Dito isto, existem algumas perguntas que tem que ser respondidas...

read more

Saindo do Zero

Se você acaba de começar a trabalhar e ainda tem dúvidas de como desenvolver a sua idéia, não se preocupe! Aqui você irá encontrar as respostas para: Como desenvolver o seu produto Como desenvolver um serviço Como gerenciar os seus projetos Conteúdo...

read more